Painéis De Energia Solar Necessitam Responder 13% Das Residências Brasileiras Até 2018

Painéis De Energia Solar Precisam Responder 13% Das Residências Brasileiras Até 2018

A energia solar do deserto é a solução para a queda energética da Europa? O petróleo do século vinte e um não está enterrado Cursos De Energia Solar Fotovoltaica . Em vez disso, ele incide a respeito de tua superfície -na forma de claridade solar. Gerhard Knies, um porta-voz da Cooperação Transmediterrânea de Energias Renováveis (Trec, na sigla em inglês), uma rede de cientistas e políticos de inúmeros países que busca resolver o defeito de energia da Europa. Energia Solar Fotovoltaica Para Sua Casa , que chamam de Desertec, é transformar o sol do deserto em eletricidade, obtendo em vista disso energia inesgotável, limpa e barata.

Advertisement

Hans Müller-Steinhagen, do Centro Aeroespacial Alemão (DLR). Müller-Steinhagen foi encarregado pelo Ministério do Ecossistema da Alemanha de checar a viabilidade do Desertec em incalculáveis estudos. Tua conclusão é de que o Desertec é uma perspectiva real. Em seus estudos, ele analisou a ocorrência de energia na Europa, Norte da África e Oriente Médio do ponto de visibilidade da era pós-petróleo.

Entre todas as referências possibilidades de energia, uma se sobressai acima das excessivo: “Nenhuma fonte de energia chega perto de obter a mesma densidade volumosa de energia que a iluminação solar”, diz Müller-Steinhagen. E nenhuma outra referência de energia está acessível em uma área tão amplo. A cada ano, 630 1000 terawatts-hora na maneira de energia solar não usada incide nos desertos dos chamados Estados Mena (sigla em inglês pra Oriente Médio e Norte da África). Em comparação, a Europa consome somente 4 1000 terrawatts-hora de energia por ano -meros 0,6% da energia solar inutilizada que incide no deserto.

Advertisement
  • 3 de novembro de 2015 às 15:Dezoito
  • Não faz som
  • Duplicação da tela do smartphone na tela da central multimídia
  • 5 Gravidade considerável
  • 4 a seis anos 0,8 a 16,9 1,seis a 13,um ng/mL
  • Torneira de boia associada a um tubo vertical. Serve para conduzir água fria ao fundo da caixa
  • quatro de setembro de 2013 às 17:Trinta e dois

A Europa necessita de muita eletricidade, contudo conta com insuficiente sol. Os países Mena, por outro lado, têm muito sol todavia consomem pouca eletricidade. Dessa maneira, a solução é fácil: o sul produz a eletricidade para o norte. Mas como funcionaria a gigantesco transferência de energia? E como transformar a iluminação solar do deserto em eletricidade? Na realidade é relativamente descomplicado. O Desertec é relativamente de baixa tecnologia -nenhum reator de fusão Painel Solar Residencial , nenhuma usina elétrica a carvão emissora de CO2, nenhuma célula de energia solar ultrafina.

Advertisement

O princípio por trás é familiar pra qualquer guria que neste instante queimou um buraco numa folha de papel com uma lente de acrescentamento. Espelhos curvos famosos como “coletores parabólicos” coletam a luz solar. A energia é usada para aquecer água, gerando vapor que desse jeito movimenta turbinas e gera eletricidade. Isso, de forma resumida, é como uma usina elétrica termo-solar funciona. A energia poderá ser coletada até já à noite: o excesso de calor produzido ao longo do dia pode ser armazenado por tantas horas em tanques de sal derretido.

Em vista disso as turbinas podem gerar eletricidade mesmo quando o Sol não estiver brilhando. Porém o Saara precisaria ser totalmente coberto de espelhos? Não, diz Müller-Steinhagen, apresentando uma imagem como resposta. Ela mostra um espaçoso deserto no qual estão desenhados três quadrados vermelhos. Um quadrado, por volta de do tamanho da Áustria, é rotulado de “universo”.

Advertisement

De acordo com o plano, os países ricos em luminosidade solar do Norte da África e do Oriente Médio construiriam as usinas termo-solares no deserto e gerariam a eletricidade. Como benefício colateral, eles usariam o calor residual para alimentar as usinas de dessalinização da água do mar, que forneceriam água potável em amplo quantidade para os países áridos.

Ao mesmo tempo, eles obteriam um produto valioso de exportação: eletricidade legal para o meio ambiente. Müller-Steinhagen. Todavia a Europa assim como ganha: ela se liberta de tua dependência do gás russo, da alta dos preços do petróleo, do lixo radioativo e das usinas elétricas a carvão que emitem CO2. Para países como Líbia, Marrocos, Argélia, Sudão e de forma especial os países do Oriente Médio, o ramo de energia solar poderia ser o início de um futuro realmente ensolarado.

Advertisement

Ele poderia montar empregos e construir uma indústria de energia sustentável, que traria dinheiro pra esses países e permitiria investimento em infra-suporte. Na realidade, o Desertec não é uma visão futurista -a tecnologia neste instante existe e é testada e comprovada. Desde meados dos anos 80, usinas termo-solares operam sem dificuldades nos Estados americanos da Califórnia e Nevada. Mais Portal Do Professor estão na atualidade sendo construídas no sul da Espanha. E teve início a construção de usinas termo-solares na Argélia, Marrocos e Emirados Árabes Unidos. 623 bilhões) seriam necessários até 2050 pra pagar na construção das usinas termo-solares.

Share This Story

Get our newsletter